Sábado, 6 de junho de 2020 | 23:13

Barra Mansa - 17/12/2016 | 18h09m

Preocupada com Barra Mansa

Nos últimos 48 meses, a administração pública municipal de Barra Mansa recebeu milhões de verbas oriundas dos contribuintes, Estado e governo federal.

Nas ruas, os primeiros meses do mandato do prefeito Jonas Marins (PCdoB) ecoaram expectativas positivas de grande parte da população de quase 200 mil pessoas, o que, com o passar dos meses também deixou o registro do grande descontentamento com sua total falta de zelo com a coisa pública, tornando o passar do tempo, um ácido repleto de todo tipo de insatisfação nas redes sociais explicitando com isso, sua postura negativa como homem público em quase todos os meios onde seu nome e presença se faz evidenciar, o que somente o tempo pode precisar a durabilidade de sua imagem e dos seus perante expressiva representação popular.

Na mesma expectativa, o cidadão comum e sobretudo servidores públicos municipais, urgem pelo proceder de uma pessoa ou seu grupo, mostrar algo novo, que valha a razão de mudança de fato nas esferas do poder central da cidade (a prefeitura local) e a Câmara com seus 19 vereadores pagos com verba pública mensalmente de algo novo lançar, produzir, concretizar, viabilizar, valorizar e por vastas palavras do dicionário: movimentar o calendário dos próximos 4 anos.

Se nada acontecer, as redes sociais ecoarão de todas as vozes e locais do município e de todos os grupos sem limite de bairro nem classe social, a mesma dose dada ao governo, que se finda!

Antes da eleição de outubro, presenciei muitos discursos. Todos lindos, divinos, maravilhosos, encantadores, falados com muita vibração e propriedade sobre o futuro promissor de Barra Mansa como se num toque de mágica, o encanto se tornasse fantasticamente realidade para todos e todas.

Após o fechamento das urnas, o que se verifica é o mesmo tom sentenciado por escolhas a dedo, vitimando muitos da fila, que torciam por mudanças.

Paralelo ao contexto e passadas as festas tradicionais do Brasil, aproximam-se candidatos a cargos públicos. Nova campanha movimenta o país e outra vez, a expectativa do município tem outra personalidade e tudo rapidamente ganhará novas mudanças e discursos.

Que minhas palavras no cenário tenham o peso de crer em mudanças para todos, não somente grupos, instituições ou cargos, pessoas a dedo escolhidas.

Passa da hora do município ter visual de cidade nos quatro cantos lotados de lixo, buracos e falta total de estrutura pública.

PODER nas mãos de poucos em favorecimento de minoria na contramão de muitos, que discordam com a situação vigente.

E como sempre escuto aqui: “É c o m p l i c a d o.”

Eliete Fonseca
Jornalista Profissional – Registro MTb. 18.902