Terça-feira, 21 de novembro de 2017 | 15:21 Expediente | Anuncie Aqui
Buscar notícia
Mundo
Ataques contra EI na Síria matam 50 pessoas
Publicado em 13/11/2017 | 06h34m
 

Deir ez Zor
Pelo menos 50 pessoas morreram nas últimas 36 horas em ataques aéreos e de artilharia no leste da província de Deir ez Zor, na Síria, desde que o grupo terrorista Estado Islâmico recuperou seu último reduto no país árabe numa contraofensiva. 

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) informou domingo, 12, que metade dos mortos é formada por menores de idade, vitimados por ataques de vingança das forças governamentais e de seus aliados nos arredores da cidade de Al Bukamal, que o Estado Islâmico conseguiu recuperar das mãos de seus rivais ontem.

Um grupo de 25 civis, dos quais 15 são crianças e quatro mulheres, morreu num ataque supostamente lançado pelas milícias iraquianas que integram a coalizão Multidão Popular e apoiam as tropas sírias em Al Bukamal, contra um campo de deslocados na região de Al Sukariya.

Além disso, 14 pessoas, três delas crianças, morreram em bombardeios contra um acampamento em Al Safafiya, e nas localidades da Al Abbas, Al Marashda, Subeikhan e Abu Hamam.

Outras cinco pessoas morreram, entre elas duas crianças e duas mulheres, num ataque contra um ponto utilizado pelos moradores para cruzar o Rio Eufrates na região da Al Sousse, e outros seis em ataques registrados em Al Ramadi.

Os bombardeios aéreos e o fogo de artilharia também deixaram dezenas de feridos e o número de mortes pode aumentar, já que muitos dos feridos estão em estado grave e há pessoas desaparecidas, segundo o OSDH.

Os bombardeios se tornaram mais intensos nas últimas horas para conter a contraofensiva que os terroristas lançaram anteontem contra o Exército sírio que, na quinta-feira, tinha anunciado a tomada de Al Bukamal.

A agência oficial de notícias do regime sírio Sana, informou que a força aérea síria realizou dezenas de bombardeios contra posições do Estado Islâmico a oeste de Al Bukamal, deixando "dezenas de mortos e feridos entre os terroristas", mas não especificou quem controla a cidade neste momento.

 
 
Leia também
• Colisão entre helicóptero e pequeno avião mata 7
• Terremoto de 4,8 graus atinge Fukushima
• Papa Francisco diz que eutanásia é ilícita
> Mais notícias
Jornal VALESULONLINE - Notícias da Região Sul Fluminense - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por LogoMidia