Segunda-feira, 21 de janeiro de 2019 | 00:03

Matérias - 09/02/2018 | 10h50m

Turquia condena 64 militares à prisão perpétua

Ancara
Um tribunal de Ancara condenou 64 ex-militares à prisão perpétua por terem participado da fracassada tentativa de golpe de Estado em julho de 2016, informou a agência de notícias estatal Anadolu.

Segundo as informações repassadas pelo órgão, eles foram condenados por terem ligações com conspiradores e terem participado ativamente da tentativa de derrubada de Recep Tayyip Erdogan. Todos faziam parte da Academia Militar na capital do país, Ancara.

Quatro dos condenados, destaca ainda a agência, foram condenados por tentativa de revogar a ordem constitucional com uso da força, causando uma pena de prisão perpétua agravada. Com isso, eles não terão os benefícios de possível redução de pena que os outros 60 poderão solicitar no futuro.

Outros 100 acusados foram absolvidos por falta de prova. Ao todo, foram julgados na audiência 156 cadetes e oito militares que ainda estão em serviço.

Por conta da tentativa de golpe, o governo Erdogan fez uma perseguição de milhares de funcionários públicos, militares, professores, além de membros da sociedade civil.