Segunda-feira, 10 de dezembro de 2018 | 02:29

Matérias - 07/03/2018 | 06h12m

Estudantes participarão da Campanha Nacional de Hanseníase

São Paulo
Até o final mês de junho, quando se encerra o primeiro semestre do ano letivo, cerca de 600 mil alunos, de 5 a 14 anos de idade, matriculados no ensino público em São Paulo, participarão da Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses, Tracoma e Esquistossomose, do Ministério da Saúde. Com o tema “Hanseníase, Verminoses e Tracoma - em casa ou na escola, sempre é hora de prevenir e tratar”, a campanha deverá atingir 2,2 mil escolas públicas no estado.

No país, serão contemplados 8 milhões de alunos de 40 mil escolas em 2,7 mil municípios. Do total de municípios que aderiram à campanha, 2.615 (95,4%) são considerados prioritários pelo ministério em razão da vulnerabilidade social e ao risco de adoecimento da população por essas doenças. Todos municípios prioritários receberam do Ministério da Saúde mais de R$ 16,5 milhões para realização das ações. Outros 127 municípios participarão voluntariamente da campanha. Todos receberão do governo apoio técnico e os medicamentos necessários para execução da campanha.

“Vamos ao encontro dos alunos que estão num local que é familiar para eles, facilitando a abordagem para realizar ações educativas e identificando precocemente essas doenças”, destacou a coordenadora-geral de Hanseníase e Doenças em Eliminação do Ministério da Saúde, Carmelita Filha.