Domingo, 18 de novembro de 2018 | 16:10 Expediente | Anuncie Aqui
Buscar notícia
Esportes
Thiago Galhardo se reencontra com a camisa do Vasco
Publicado em 07/11/2018 | 08h51m
 

Agência Lance
Thiago Galhardo viveu as últimas semanas no Vasco de forma conturbada. Nos primeiros jogos com o comando do técnico Alberto Valentim, Galhardo, que é meia de origem, foi escalado de forma improvisada como volante, o que fez com que o jogador caísse de produção, atrapalhando as tentativas de contribuir em campo na busca dos objetivos do Cruz-Maltino. Nos últimos dois jogos, porém, ele retornou à origem, se reencontrando com a camisa vascaína nesta reta final de Campeonato Brasileiro.

Muitos dos torcedores do Vasco vêm cobrando do técnico Alberto Valentim a entrada de Thiago Galhardo como titular da equipe, na posição original dele. As melhoras em campo com sua entrada estão sendo importantes para o trabalho neste fim de temporada. A expectativa é que no domingo, 11, diante do Grêmio, fora de casa, oportunidade a qual o Vasco volta a campo, esta cobrança seja atendida pelo treinador. Thiago Galhardo reconhece que quem vem entrando está sendo essencial nesta fase decisiva.

- Estou bastante feliz por ter voltado a atuar na minha posição e mais ainda por estar conseguindo ajudar o grupo. Acho que o banco tem sido muito importante nesse momento de definição do Brasileiro. Os jogadores que entram estão contribuindo bastante. O Rildo retornou agora contra o Fluminense após seis meses e também deu contribuição. Fiquei muito feliz pelo retorno dele. É um cara importante para nós. Isso só serve para mostrar a força do nosso grupo - afirmou o jogador.

Nos seis jogos que restam para o fim de 2018, o foco principal do Vasco é se livrar do rebaixamento no Brasileiro - de acordo com o matemático Gilcione Costa, da Academia LANCE!, membro da Universidade Federal de Minas Gerais, o atual risco de degola do Cruz-Maltino é de 14,7%. Mas não está descartada uma briga além: uma vaga na Conmebol Sul-Americana - também segundo o matemático, a probabilidade de hoje da equipe de Alberto Valentim de conseguir a vaga é de 43,5%. Thiago Galhardo foi de encontro ao comentar.

- Os jogos que temos obrigação de vencer são aqueles disputados em casa. São Januário é nossa casa, o nosso Caldeirão. O que nós conseguirmos fora contra Grêmio, Corinthians e Ceará vai nos ajudar a dar uma crescida na tabela. Não temos que pensar em fugir só do rebaixamento. É preciso pensar também na Sul-Americana, até porque um time da grandeza do Vasco não pode ter como foco apenas escapar. Vamos para Porto Alegre para buscar os três pontos. Se não der para vencer, que venha um empate, até para retornamos com a confiança elevada para o jogo contra o Atlético - finalizou.

Com a camisa do Vasco, Thiago Galhardo entrou em campo em 30 jogos - destes, 14 vitórias, seis empates e dez derrotas -, marcando cinco gols. No meio de campo, a desenvoltura do jogador é uma das principais diferenças da equipe na busca das vitórias antes do término do trabalho neste ano. Ao lado dos companheiros, Thiago Galhardo tem qualidade e potencial para que o Vasco escape com tranquilidade do rebaixamento, e tenha real chance de terminar 2018 classificado para a Sul-Americana.

 
 
Leia também
• Willian afirma que elenco do Palmeiras faz as contas para o título
• Estiramento pode tirar Pavón do duelo River-Boca decisivo
• Galdezani será titular contra o Paraná e quer ficar no Galo em 2019
> Mais notícias
Jornal VALESULONLINE - Notícias da Região Sul Fluminense - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por LogoMidia