Terça-feira, 19 de março de 2019 | 03:12

Editorial - 19/12/2018 | 16h27m

Washington Luiz só no papel

2018 chega ao fim. 2017 também chegou. Foram 24 meses de espera da comunidade escolar e até o encerramento do ano letivo, 21 de dezembro de 2018, a obra do Colégio Municipal Washington Luiz, no bairro Saudade, em Barra Mansa (RJ) “continua” parada.

No local, expectativa de pais de alunos ali matriculados para que 2019 chegasse com a obra concluída e pronta para receber todos os envolvidos na unidade para o próximo ano escolar, o que não tem previsão de acontecer nem oficialização da prefeitura municipal para isso.

Foram 24 meses de supostas informações como “a obra está em andamento” e “falta pouco para terminar e marcar a inauguração”, gerando uma ansiedade e desejo de sucesso para o que ali poderia acontecer com a porta principal aberta, afinal, muitos alunos matriculados em 2017 e 2018 “sequer” conhecer o prédio, sua área externa e demais dependências.

Eleitores que votaram no então vereador e candidato a prefeito pelo MDB, Rodrigo Drable, vislumbrando que o projeto da obra tivesse andamento e conclusão, desistiram do sonho que, longe dos ideais do começo de 2019, tem previsão oficial para sair do papel e com isso, 2019 começa outra vez com a comunidade do Washington Luiz nas dependências do CIEP 485 Professor João Baptista de Barros, no bairro Bom Pastor até que uma decisão política faça o sonho da inauguração daquele que já foi um dos colégios da área municipal mais tradicional da cidade, erguer sua força e retornar à origem, se é que se pode esperar do quadro político atual de Barra Mansa, alguma iniciativa a favor diante de tantos problemas em toda extensão municipal que até agora, estão muito distante de alcançar o êxito almejado pelos moradores que acompanham a gestão do mandato 2017/2020, do prefeito Rodrigo Drable (MDB).

Eliete Fonseca
Jornalista Profissional
Registro MTE/RJ 18.902