Domingo, 22 de setembro de 2019 | 06:49

Matérias - 24/05/2019 | 07h22m

Samuca Silva atende 48 associações de moradores

Volta Redonda
O auditório da prefeitura ficou lotado com a representação de 48 associações de moradores que estiveram reunidos com o prefeito, que levou para o encontro todo seu secretariado e assessores diretos. O novo secretário municipal de Segurança Pública, coronel PM Antônio Goulart Matos, que foi apresentado às associações. Todas as reivindicações foram respondidas pelo poder público.

O secretário de Segurança Pública, cel Antonio Goulart, disse que seu trabalho será auxiliar o comando da Guarda Municipal, abrir um canal de conversações com os órgãos estaduais e federais na área de segurança pública.

“Estou motivado e a disposição de todos. Me sinto honrado com o convite do prefeito. Mesmo não sendo responsabilidade da prefeitura, a segurança pública é responsabilidade do Estado, mas a criação da secretaria mostrou a preocupação do prefeito com a segurança dos cidadãos”, frisou Antonio. 

A coordenadora geral da FAM (Federação de Associação de Moradores), Fátima Martins, destacou a importância do encontro das lideranças comunitárias com o prefeito e seu secretariado. “Isto contribuiu para aproximar as associações do governo municipal, favorecendo a convivência também entre as próprias associações, porque a demanda de um também deve ser preocupação do outro. A intenção é construir uma cidade melhor para todos através do diálogo. Nada melhor do que ter o prefeito e todo o secretariado solucionando as reivindicações apresentadas. Estamos todos vendo os resultados positivos dessa aproximação”, comparou.

A presidente da associação do Volta Grande I e III, Maria Mercês, disse que “pela primeira vez em Volta Redonda um prefeito e o seu secretariado interage com as associações de bairros”.

Marta Majeste, da Água Limpa, fez um balanço. “Excelente essas reuniões porque o prefeito e todo o secretariado estão aqui na nossa frente para responder as demandas, apresentar as soluções ou dar o retorno daquilo que a gente precisa no bairro, porque temos que levar essas informações para a comunidade”.

O prefeito ouviu os pedidos das comunidades e pediu que os secretários dessem uma solução para as associações. “A cidade cresceu. Nós temos uma divida de R$ 1 bi e 700 milhões para um orçamento anual de R$ 900 milhões, conseguimos aumentar a arrecadação em R$ 100 milhões, mas tivemos que pagar R$ 174 milhões em dívidas herdadas da administração passada. A cidade ficou com a sua manutenção esquecida por muitos anos, uma irresponsabilidade dos gestores passados. A cidade não pode parar, estamos trabalhando para aumentar a arrecadação, buscando recursos federais e precisamos saber quais as obras que são prioridades porque vamos fazendo  com recursos próprios e entregar serviços de qualidade”, garantiu Samunca.

O prefeito citou ainda a escolha de Volta Redonda como terceira cidade do país que terá toda iluminação pública trocada por lâmpadas leds, que são mais eficientes e econômicas e que estará lançando o projeto ‘asfalto de volta’ para as operações de recapeamento nas ruas do município. “Eu não posso fazer enquanto estiver chovendo porque aí seria rasgar dinheiro público. Mas vamos chegar a todos os bairros”, disse. 

Foto: SECOM/PMVR