Sexta-feira, 18 de outubro de 2019 | 07:51

Volta Redonda - 11/07/2019 | 13h36m

Professores são capacitados em educação especial e inclusiva

Cerca de 100 professores, divididos em duas turmas de 50 pela manhã e 50 na parte da tarde, todos da rede municipal de educação que atende os Anos Iniciais do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, foram capacitadas quarta-feira, 10, no auditório do Teatro Prof. Jesus Moreira Maciel, anexo do Colégio João XXIII, na Avenida Antônio de Almeida, no bairro Retiro. 

O evento aconteceu de 7h30min às 11h30min e de 13h30min às 17h30min, sendo ministrado pelas Educadoras Edinéia da Silva e Rita Barros do município de Pirai, especialistas em Educação Especial e Inclusão nas escolas, que abordaram o tema ‘Planejamento e Mediação de Atividades no Encontro de Educação Especial’. Elas reforçaram o uso de jogos interativos nas salas de aulas para chamar mais a atenção dos alunos, favorecendo o aprendizado nas escolas, com a inclusão de todos, alunos com deficiências e transtornos ou correlatos.

O prefeito Samuca Silva, comentou a capacitação. “A inclusão de alunos especiais na rede municipal é a melhor pedagogia de ensinar a todos a superar barreiras, mostrando que a educação é o passo para avançar, melhorar a qualidade do ensino nas escolas públicas, quebrar preconceitos porque todos podem aprender, trocar experiências educacionais e crescer juntos. Professor capacitado é professor preparado para educar”.

A Secretária de Educação, Rita Andrade, falou sobre a importância deste trabalho para os professores da rede: “A formação em educação especial é uma política educacional adequada pelo governo, por acreditar que é o compromisso dos profissionais de Educação em assegurar o direito e a escolarização dos alunos com deficiências, ampliando-lhes as possibilidades não somente de acesso, como também de permanência nas escolas”, concluiu.  

A coordenadora de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação, Tais Machado, explicou o porquê deste trabalho que vai beneficiar cerca de 800 alunos diferenciados, estudantes matriculados na rede municipal. “A gente precisa avançar na formação desses professores e proporcionar um momento de reflexão sobre a prática, visando desenvolver uma melhora significativa, que vá garantir a eficiência da aprendizagem  para os nossos alunos com deficiências. A mediação com os alunos, o planejamento das atividades próprias é que vão  gerar as condições de aperfeiçoamento deste ensino, onde os alunos são o nosso foco principal neste olhar pedagógico”, definiu Taís.

A professora Edinéia destacou que a inclusão de crianças com necessidades educacionais especificas “é uma realidade desafiadora no contexto da educação regular, sendo preciso investir na troca de experiências, buscar caminhos para que estes alunos estejam incluídos com sucesso”. Na opinião dela, a interação com o grupo de professores da rede é muito positiva, porque é um caminho que se constrói de forma coletiva.

A professora Rita Barros se baseia nos ensinamentos do filósofo, professor e pensador brasileiro, Mário Sérgio Cortella, que não considera nenhum ser humano perfeito.

Professores que participaram do evento, elogiaram a capacitação. “Vai me ajudar na sala de aula na questão da inclusão com mais conhecimentos, nova experiência e aprendizado em melhor lidar com as crianças”, disse a professora de alfabetização Sirlene Pereira Mota, da Escola Municipal Paulo Freire.

O professor Maycow Guimarães, da Escola Graciema Coura, acrescentou: “Muito boa a iniciativa da Secretaria de Educação nesta formação específica para a Educação Especial”. A professora Roselaine Maia, da Escola Municipal Fernando de Noronha, concorda: “Certamente vem contribuir para o nosso aperfeiçoamento com mais informações pedagógicas”, frisou.