Sexta-feira, 18 de outubro de 2019 | 08:17

Angra dos Reis - 11/07/2019 | 13h39m

Defesa Civil de Angra comemora 39 anos

A Defesa Civil celebrou terça-feira, 9, seu 39º aniversário com um almoço entre os funcionários. A atividade foi realizada no pátio da instituição, localizada no bairro São Bento. O cardápio foi feijoada, e de sobremesa, um bolo de aniversário.

O secretário de Defesa Civil destacou o bom trabalho de equipe.
- Temos companheirismo e respeito mútuo na Defesa Civil. Aqui nos sentimos como uma família. Essa confiança um no outro é importante e necessária. Às vezes precisamos colocar nossas vidas em risco para salvar outras e dependendo das circunstâncias da operação, nossas vidas dependem da atuação dos nossos colegas de equipe - disse o secretário, que também ressaltou o reconhecimento que o trabalho da Defesa Civil de Angra possui: - Temos uma estrutura muito boa e há muito tempo somos uma referência em nível nacional - completou.

O prestígio da instituição angrense pode ser atestado nos freqüentes intercâmbios de conhecimento que ela realiza junto a defesas civis de outros municípios. A Defesa Civil de Angra conta atualmente com 84 funcionários e uma frota de 21 veículos, entre embarcações, carros, caminhões e motos. Entre as últimas ações, o secretário destacou a aquisição de sirenes móveis, que servem para substituir as sirenes defeituosas em bairros que possuem sistema de alerta para situações de risco. Outro destaque é a previsão de aquisição de uma nova lancha, para atendimento emergencial dos moradores das ilhas.

A Defesa Civil municipal de Angra dos Reis foi criada em 1980 e suas primeiras atividades se deram graças à iniciativa de dois antigos funcionários da prefeitura: Hele Serafin (Helinho) e Lukio Jordão. A instituição começou como um pequeno setor, próximo à escada, na sede da prefeitura. Helinho, que esteve presente no almoço comemorativo, relembrou o início:

- Eu vinha da Força Aérea e era mergulhador. A Defesa Civil havia sido criada, mas ainda não estava funcionando. Então o prefeito na época, João Luiz Gibrail Rocha, solicitou que eu e o Lukio Jordão, iniciasse os trabalhos do setor - explicou Helinho, que demonstrou emoção ao falar sobre o crescimento da instituição: - O ser humano tem que sonhar, mas sonhar com os pés no chão. A Defesa Civil é um sonho que se tornou realidade. Os secretários de Defesa Civil, por lei, sempre foram servidores de carreira. Fizemos um planejamento para 30 anos e cada um que passou por aqui foi somando um pouco - disse Helinho, que hoje tem 71 anos e se aposentou no ano passado, após 50 anos de trabalho na prefeitura de Angra, tendo passado, além da Defesa Civil, por setores como Serviço Público e Transportes.