Sexta-feira, 18 de outubro de 2019 | 07:50

Pinheiral - 11/07/2019 | 13h44m

Pinheiral iniciou construção da Casa Abrigo

A prefeitura iniciou a construção da sede própria de mais uma ação inédita no município: a Casa Abrigo. No município é realizado o trabalho de acolhimento às crianças e adolescentes pela equipe da Casa Abrigo - que conta com assistente social, psicólogo, coordenadora, orientadora e educadoras sociais e ainda com o acompanhamento da equipe do Centro de Referência da Assistência Social (CREAS), porém funcionando em sede alugada.

Em maio deste ano, o prefeito Ednardo Barbosa, havia recebido o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, comandante Januzzi, para tratar sobre o projeto de incêndio com o aval autorizativo para a construção da Casa Abrigo na cidade. A unidade é um serviço que acolhe crianças e adolescentes em medidas protetivas por determinação judicial, em decorrência de violação de direitos (abandono, negligência, violência) ou pela impossibilidade de cuidado e proteção por sua família. A unidade que está sendo construída contará com três quartos (sendo um feminino, um masculino e um berçário), brinquedoteca, dois banheiros (masculino e feminino), área administrativa, além de sala de tv de jantar e cozinha, área externa numa construção tem aproximadamente 220 m².

“Com o documento do Corpo de Bombeiros, finalizamos as exigências perante a Caixa Econômica e iniciamos construção da Casa Abrigo. É muito bom anunciar que mais uma obra saiu do papel essa semana, como me comprometi: a construção da sede própria para crianças em situação de vulnerabilidade de Pinheiral. Com essa obra, estamos dando melhores condições de atendimento a um trabalho que é desenvolvido, porém em imóvel alugado. Além de sair do aluguel, um ambiente totalmente estruturado está sendo construído para as crianças e adolescentes que são atendidos pela equipe. Esse é mais que um investimento na área social, é a garantia de proteção das nossas crianças que tiveram seus direitos violados ou mesmo o cuidado e sua proteção familiar impossibilitado. Eles precisam de um ambiente em que recebam carinho, acolhimento e que tenham seus direitos garantidos e com certeza, terão ainda mais após a construção da sua Casa”, disse o prefeito.

A secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Patricia Rivello, destacou a importância da ação. “Estamos dando um passo muito importante, pois vamos sair de uma casa alugada em que estamos com 10 crianças e tenho certeza que, em nossa sede própria vamos oferecer melhores condições não só para as crianças, mas também para nossos funcionários. Inclusive, a Secretaria Municipal de Assistência Social enviou um projeto para a empresa MRS logística para implantarmos uma brinquedoteca na Casa Abrigo, para trabalharmos a parte lúdica com as crianças”, disse Patrícia.