Domingo, 15 de dezembro de 2019 | 02:04

Matérias - 29/11/2019 | 08h43m

Volta Redonda forma alunos do projeto ‘Defesa Civil nas Escolas’

Volta Redonda
A última semana de novembro foi de formatura para os 330 alunos do quinto ano do ensino fundamental de quatro escolas municipais que participaram do projeto “Defesa Civil nas Escolas”. Os estudantes aprenderam como prevenir e agir em casos de catástrofes através do jogo de tabuleiro “Riscolândia”, aplicado por agentes da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil.

O jogo, idealizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e Unicef, apresenta aos alunos como funciona a Defesa Civil do município para que sejam multiplicadores na família e na comunidade. O “Defesa Civil nas Escolas” também conta com apresentação de vídeos e palestras. As escolas recebem o curso quinzenalmente.

O prefeito Samuca Silva incentiva a aproximação da Defesa Civil com a população. “O objetivo é fazer dos alunos multiplicadores, agentes mirins de Defesa Civil, levando os conhecimentos para sua casa e comunidade, promovendo uma mudança de hábito”, disse Samuca.

Quinta-feira, 28, o coordenador de Proteção e Defesa Civil, Leandro Rezende, a subcoordenadora Bruna Souza Matos Nazaré e a agente Lucília Bandeira Machado, que aplica o “Defesa Civil nas Escolas”, estiveram na Escola Municipal Jesus Menino, no Belmonte, para entregar os certificados de conclusão do curso a 100 alunos da unidade.

Lucília garante que trabalhar prevenção com as crianças é muito importante. “Elas são muito receptivas e ávidas por aprender coisas novas. O projeto leva para dentro da sala de aula o conceito de proteção e defesa civil, como reduzir os riscos, como agir na iminência de desastres. Além disso, passamos noção de primeiros socorros e acidentes domésticos”, explicou, lembrando que nesta semana entregaram certificados aos alunos das escolas municipais Juracy Varanda, na Água Limpa, Graciema Coura, Três Poços; Palmares e no Padre Josimo.

A diretora adjunta da Escola Municipal Jesus Menino, Estelita Imediato dos Reis, aprovou o projeto. “As crianças se envolveram com a prevenção. Estão mais atentas à realidade do bairro e mostraram responsabilidade com a comunidade”, falou.

Isabelly, de 11 anos, aluna da escola, aprendeu a lição. “O curso foi proveitoso. Aprendi a agir de maneira correta em caso de acidentes e converso muito com meus pais sobre o que a Lucília (agente da Defesa Civil) ensina nas aulas”, contou.  

Leandro Rezende, que implantou o projeto em 2018, explicou que a escolha dos bairros para levar o curso considera as áreas mais afetadas pelas chuvas no ano anterior. “Em 2019, atendemos os bairros Três Poços, Água Limpa, Belmonte e Padre Josimo. Para 2020, vamos analisar as áreas que apresentarem mais risco nesse período de alerta. O curso começa em abril e termina em dezembro”, afirmou, lembrando que o número de alunos beneficiados quase dobrou de 2018 para 2019. Passamos de 178 para 330 estudantes formados.