Segunda-feira, 13 de julho de 2020 | 17:48

Matérias - 02/01/2020 | 02h47m

Resende investe em tecnologia para melhorar serviços

Resende
A prefeitura vem investindo na tecnologia como forma de melhorar os serviços públicos oferecidos à população, bem como para melhorar a qualidade de trabalho dos servidores municipais. O projeto "Resende Inteligente" busca tornar a cidade de uma forma geral mais funcional e dinâmica, abrangendo setores da administração pública como Segurança, Saúde e Educação. O primeiro passo foi transformar o antigo Departamento de Tecnologia da Informação em uma superintendência, dando mais força ao setor.

Um dos exemplos mais recentes foi a ampliação da capacidade do Centro de Monitoramento, que hoje funciona em parceria entre a Guarda Municipal e a Polícia Militar, com a chegada de novas câmeras. Parte dos novos equipamentos foram instalados nas principais entradas e saídas da cidade e terão tecnologia OCR (Optical Recognition Character - Reconhecimento Ótico de Caracteres). O objetivo principal é monitorar veículos roubados ou furtados, em tempo real, a partir da leitura de placas.

Com o processo de instalação finalizado, o município deve passar a contar com 76 câmeras em funcionamento e ampliou a área de cobertura do Centro de Monitoramento nos bairros. Além disso, há câmeras nos pontos mais movimentados de acesso da cidade para monitorar as placas de veículos.

O sistema garante praticidade e agilidade no combate ao roubo e furto de veículos em Resende. A partir das ocorrências ou alertas das forças de segurança, a placa entra no sistema interligado às câmeras de OCR. O veículo é imediatamente identificado ao passar por um dos equipamentos e a partir daí o trabalho de cerco é facilitado. Da mesma maneira, as outras câmeras sem a nova tecnologia continuam sendo usadas para auxiliar as equipes de campo de maneira manual. O sistema poderá ser acionado também em caso de veículos que estejam sendo perseguidos ou procurados por terem sido usados no apoio a ações criminosas.

Mais tecnologia e menos gastos
Em consequência dessa nova forma de encarar o setor, a prefeitura investiu na valorização e na capacitação do servidor público, substituindo a contratação de empresas fornecedores do serviço, por técnicos da casa que trabalharam na criação e na instalação da rede para a população. Com isso, os ganhos para a administração pública e para a população de uma maneira mais ampla aconteceram em sequência.

A Superintendência de Tecnologia da Informação conseguiu nos últimos anos, por exemplo, reduzir em R$ 2 milhões os valores dos antigos contratos, oferecendo a partir de meios próprios uma maior autonomia no uso de internet em prédios públicos. A meta é conseguir levar o mesmo serviço para novos pontos da cidade. Para que isso aconteça, a prefeitura montou um grande um Data Center e desenvolve projetos para modernizar a cidade.

Fotos: PMR