Quarta-feira, 1 de abril de 2020 | 06:54

Editorial - 09/01/2020 | 07h26m

Chuvas de verão em Barra Mansa

As chuvas de verão, que nos últimos dias têm acometido muitas famílias do município estão nas fotos, que há décadas registram o ocorrido nos mesmos lugares e exatos mesmos logradouros públicos, vitimando também os mesmos moradores no quesito identidade e documentos pessoais.

No período, políticos em mandato e outros com objetivo de entrar para o meio ou dele fazer patrimônio com os seus, aproximam-se dos fatos e nas redes sociais, estampam imagem como se o “salvador da pátria” aparecesse no instante para colocar um ponto na devastação das águas, iludindo o cidadão menos esclarecido, que passa a acreditar no enredo de enganação.

Lembro agora de um fato ocorrido de madrugada num bairro de Barra Mansa. Com máquina fotográfica nas mãos e o prefeito ao lado, presenciei o seguinte fato: a moradora aproximou e muito agitada, relatou o que a água da enchente havia feito em sua casa, pedindo que a prefeitura desse tudo que havia perdido e ainda, o prefeito arrumasse a casa onde, segundo ela, seu dinheiro estava investido há anos. O prefeito olhou em detalhes aquela situação e falou: “Você viu muito bem a instalação da casa. Sabia que a obra fora construída dentro do rio e que o mesmo transbordaria. Você tinha ciência e comprou. Agora quer culpar a prefeitura por sua ação? Nada farei, porque não tenho como fazer milagre.”

A moradora ficou passada e aumentou seu discurso. O prefeito continuou no local com os pés afundados na lama. Pediu dezenas de fotos, doei e o mesmo solicitou à sua equipe, que fizesse um documento, informando ao governador o que acontecia no município para que o governo do Estado fizesse algo em benefício da situação, conforme a legislação à época e tudo foi documentado.

Daquela madrugada, o que mudou até agora? Nada. As residências continuam invadindo o meio ambiente e as chuvas, cada vez mais fortes, pedem passagem para chegar ao destino final.

Eliete Fonseca
Jornalista Profissional
Registro MTE 18.902/RJ