Quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020 | 03:39

Matérias - 13/02/2020 | 05h09m

Resende promove leilão de inservíveis

Resende
A Secretaria Municipal de Administração realizará quinta-feira, 13, um leilão de inservíveis. O evento será promovido pelo leiloeiro, escolhido por licitação, no espaço situado na altura do Km 309 da Rodovia Presidente Dutra, no bairro São Caetano, a partir de 14h de quinta-feira, 13. Os lances começaram a ser enviados segunda-feira, 10, pelo site www.murilochaves.com.br  

No dia marcado para o arremate final, interessados podem participar em tempo real do evento, através do catálogo que foi divulgado no site do leiloeiro.

O governo municipal disponibilizou 53 itens para o leilão, entre bens móveis, materiais, máquinas de terraplanagem, sucatas e veículos. Os lotes pertencem à prefeitura, Agência de Saneamento do Município de Resende (Sanear), ao Fundo Municipal de Saúde e Instituto da Educação do Município de Resende (Educar). O aviso de leilão foi publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro (DOERJ - ano XLVI nº 16 Parte IV, 24 de janeiro de 2020) e no Diário Oficial da União (DOU - ano CLVIII nº 17, dia 24 de janeiro de 2020).

Interessados podem apreciar os lotes nas seguintes datas abertas para visitação: dia 12, de 12 às 16h, e no dia 13, de 10 às 12h. A visitação está disponível desde terça-feira, 11. O edital contendo informações sobre condições de pagamento e realização do leilão pode ser acessado no site do leiloeiro. Outros dados podem ser obtidos pelo telefone do Parque de Leilão através do telefone (24) 3354-5151.

O secretário municipal de Administração, Kaio Márcio Resende de Paiva, explicou como funciona o processo para aquisição dos lotes, destacando de que forma o valor arrecadado deve ser destinado pelo Poder Público.

- O valor levantado durante o leilão deve ser, obrigatoriamente, utilizado na aquisição de bens de caráter permanente, dependendo dos critérios de conveniência e oportunidade, que são analisados pela Administração Municipal. Nesta edição, foram colocados a leilão caminhões, veículos, máquinas, equipamentos e sucatas, que tiveram lances mínimos atribuídos para arremate. O leilão é um meio legal que a gestão atual possui de alienar bens públicos, já que não podem ser doados devido ao seu estado de conservação. O evento visa, ao máximo, garantir imparcialidade e recuperabilidade dos valores destes bens sucateados. Desta forma, os bens passam pelo processo de reciclagem pelos arrematantes, fator que contribui para esvaziar os espaços públicos, além de promover a preservação do meio ambiente. Os itens relacionados, geralmente, ficam na Área de Exposições da cidade - informou.

Foto: PMR