Quarta-feira, 1 de abril de 2020 | 10:28

Matérias - 23/03/2020 | 13h43m

Entidades religiosas de Pinheiral se unem contra o Novo Coronavírus

Pinheiral
As entidades religiosas do município em conformidade com o decreto emitido pelo prefeito de Ednardo Barbosa resolveram adiar seus cultos religiosos presenciais, tendo em vista, o combate a proliferação do novo coronavírus (covid19). A ação tem o objetivo de evitar a aglomeração de pessoas. 

"Nós, como Igreja Católica estamos fazendo para o que podemos para ajudar o Poder Público nas ações sobre essa pandemia que vem tomando conta do mundo. A igreja não poderia ficar fora disso, pois temos compromisso com a vida das pessoas, portanto já tomamos medidas internas, de evitar os abraços na hora da paz, a comunhão na boca. Suspendemos todas as atividades da igreja, das catequeses e encontros e batismos até passarmos por esse momento. E, por último a presença dos fiéis nas missas, pois poderia contribuir para a propagação do vírus. A partir desse final de semana não teremos mais missas presenciais, mas pelas mídias sociais em que as pessoas devem estar através do Facebook Paroquia Nossa Senhora da Conceição-pinheiral e pela rádio diocesana Sintonia do Vale 98.9", disse o pároco, Clésio Vieira.

“Nossa religião é um religião de acolhimento, onde o abraço, os apertos de mãos e as bênçãos são heranças de nossos antepassados. Vamos repensar um pouco sobre isso neste momento de necessidade e também adiar um pouco nossos cultos e nossos rituais. Nosso objetivo agora é cuidar de nossos idosos, nossas crianças e nossa comunidade. O momento é de conscientização de todos nós”, disse Pedro Paulo Nogueira, do Centro Espirita Inzo Unsaba Ionene.

O pastor Marcelo, da Igreja Metodista Wesleyana também destacou a importância da ação. “Nosso lema é juntos somos mais fortes e neste momento queremos fazer valer este lema. A Igreja Metodista de Wesleyana vai dar sua contribuição para que possamos acabar a proliferação do coronavírus. A partir de sexta-feira, 20, estamos suspendendo por 15 dias nossos cultos e religiões na igreja. Nossos cultos serão realizados em casa, cada família se reunirá às 21 horas, fazendo seu culto doméstico. Nos domingos realizaremos os cultos online. Esta ação é de interesse de todos, não é questão de religião, não é questão de fé, é questão de saúde pública. No meu ponto de vista, as igrejas tem que dar sua contribuição. Nossa igreja respeitará todos decretos estaduais e municipais. Devemos fazer a nossa parte”, disse o pastor Marcelo.

O pastor, Ronaldo Rosa da Silva, da igreja Assembleia de Deus do bairro São Jorge, em Pinheiral, também aderiu e apoia a decisão. “Não estamos tratando de questão de fé, o que está em discussão são medidas de saúde pública. A epidemia está se agravando, no Brasil os números ainda são pequenos, mas nossas estruturas de saúde são limitadas. Fomos orientados a suspender inicialmente os cultos e reuniões em nossas igrejas. Vamos orar pelo Brasil e pelo mundo, que essa pandemia acabe o quanto antes” disse Pastor Ronaldo.