Sábado, 6 de junho de 2020 | 23:50

Matérias - 31/03/2020 | 06h53m

Quatis suspende flexibilização das atividades no comércio

Quatis
O prefeito Bruno de Souza (MDB) decidiu revogar o decreto que flexibilizava o funcionamento do comércio no município. Com a medida, o prefeito acompanha a uma determinação do governo estadual que segunda-feira, 30, decretou a prorrogação do isolamento social em todo Estado.

O decreto que permitia alguns setores do comércio em Quatis a funcionar havia sido assinado na manhã de sexta-feira, 27, após um encontro entre o chefe do Executivo e a CDL. Porém, na noite da mesma sexta-feira, o prefeito participou de uma videoconferência com o governador Wilson Witzel, que solicitou aos municípios a manutenção das ações de distanciamento social.

- Decidimos atender o pedido do governador e do secretário estadual de Saúde para que continuemos a executar as ações preventivas na cidade pelos próximos dias para que seja possível avaliar a evolução do vírus em nosso estado. Conversei com os representantes do CDL que concordaram com a decisão e entenderam que o momento é de todos se unirem pelo bem da coletividade - disse o prefeito.

O decreto assinado segunda-feira, 30, determina a suspensão por 15 dias do funcionamento dos estabelecimentos de atividades comerciais e econômicas como lojas de móveis, roupas, calçados, material de construção e afins, autopeças e afins, serviços realizados ao ar livre ou em ambiente não confinado que comercializa gêneros alimentícios e bebidas.

Estão autorizados a funcionar estabelecimentos considerados essenciais ao abastecimento da população como supermercados, açougues, padarias, mercearias e estabelecimentos congêneres de comércio de alimentos, farmácias, serviços de entrega de gás e água, postos de gasolina e dos serviços de saúde, desde que sejam mantidos os cuidados preventivos de higienização e aglomeração de pessoas.

Bancos
As agências bancárias poderão funcionar para atendimento individual a aposentados, pensionistas, beneficiários de programas sociais, pessoas com direito a benefícios que não podem ser sacados em caixas eletrônicos. Também para desbloqueio e cadastramento de senhas.

Foto: PMQ