Quarta-feira, 15 de julho de 2020 | 08:48

Matérias - 04/06/2020 | 09h33m

Ailton Marques presta contas sobre a Covid-19 em “live” na internet

Porto Real
Numa live realizada na terça-feira, 2, através do Facebook, diretamente do Palácio Municipal 5 de Novembro, o prefeito Ailton Marques atualizou a situação da Covid-19 no município, respondendo dúvidas da população.

O município registrou o primeiro óbito pela doença, um homem de 80 anos, que apresentava fatores de risco para o novo coronavírus.

Porto Real apresenta 19 casos confirmados da Covid-19, estando nove desses curados, dois internados e sete em isolamento domiciliar. Estão em análise 31 casos, sendo um internado e 30 em isolamento domiciliar. Outros 162 estão descartados, dos quais 104 deram resultados negativos e 58 acusaram síndrome gripal.

“Estamos lutando contra um inimigo invisível e muitas medidas, extremamente necessárias, drásticas e até mesmo impopulares. Mas, infelizmente precisamos tomar essas atitudes. Desrespeito ao distanciamento social e às medidas de enfrentamento ao novo coronavírus, aglomerações e outras situações de risco estão acontecendo. Quem não respeitar as normas poderá sofrer as sanções cabíveis de acordo com a lei vigente para este período de pandemia. A fiscalização está notificando os infratores e eles poderão ser penalizados através do Código Penal”, reafirmou o prefeito.

As operações que tem sido realizadas pelo setor de Fiscalização de Posturas, com apoio da Defesa Civil, da Guarda Municipal e da Polícia Militar, são voltadas ao fechamento de bares, respeito ao distanciamento social em estabelecimentos comerciais e uso obrigatório de máscaras em todo o município durante a pandemia.

Outra medida é a implantação gradativa do sistema integrado de segurança por câmeras de videomonitoramento. Mais de 20 unidades estão em funcionamento e os operadores estão passando por capacitação na Central de Controle Operacional”, disse o prefeito.

Ailton Marques finalizou a “live” com um minuto de silêncio em solidariedade aos protestos do movimento Black Lives Matter (vidas negras importam) nos Estados Unidos, pelo falecimento do americano George Floyd, de 40 anos, que morreu asfixiado na segunda-feira, 25, enquanto o policial que o rendeu manteve-se ajoelhado sobre seu pescoço. O objetivo da campanha é combater o racismo, o fascismo, a desigualdade e a truculência policial.

Participaram da ocasião os secretários municipais: Luiz Fernando Curty Jardim (Saúde) e Carlos Machado (Ordem Pública).