Quarta-feira, 15 de julho de 2020 | 08:23

Matérias - 24/06/2020 | 12h20m

Diretor administrativo do hospital de Pinheiral curado da COVID-19

Pinheiral
Após, 14 dias internado em seu local de trabalho o diretor administrativo do Departamento Hospitalar, Antônio Carlos Cambraia Júnior, diagnosticado com Covid-19 deixouterça-feira, 23, o Hospital Municipal Maternidade Prefeito Aurelino Gonçalves Barbosa, em Pinheiral, recebendo o carinho não só da equipe de profissionais, mas principalmente dos amigos de trabalho. Foi com o depoimento emocionado de quem esteve dos dois lados ‘de trabalhador na linha de frente e de paciente’ que foi dada a mensagem sobre o que é a Covid-19.

“O que eu quero dizer para Pinheiral, é que tenha consciência do que essa doença tem na vida da gente. Fui acometido por uma febre e dor de cabeça, um dia vim fazer um exame e cai desmaiado, dai vi minha vida sumindo. Pior ainda, foi saber que minha mulher foi internada e fiquei desesperado, pois estava levando a doença para dentro da minha casa. Minha mulher chegou a ir para o CTI, mas graças a Deus e a toda a equipe do hospital, desde quem trabalha nos serviços gerais até médicos, enfermeiros e motoristas, foram de um carinho que eu não tenho como medir. Essa doença existe, mata. É silenciosa, por isso cuidado com as filas, não negligencie, faça a distância. Fiquem em casa e cuidem de suas vidas. Eu cheguei a pensar que não poderia ver o meu neto crescer, pois fiquei três dias ruim, parecia que estava dentro de um tambor de água, sem ar, eu me vi morto, mas eu venci o coronavírus”, disse Antônio ao levantar a placa quando deixava o hospital. 

A médica Marcela da Costa Marques, expediu a alta hospitalar do paciente e explicou sobre o quadro apresentado desde o momento em que o paciente foi internado no último dia 10.

“O Antônio chegou com um quadro de um  pouco de falta de ar, foi levado para fazer a tomografia, vimos que tinha um acometimento pulmonar leve a moderado, mas ele tinha muitas comorbidades, pois é hipertenso,  diabético e um pouco acima do peso. Observamos durante a internação dele uma certa piora, mas esperada, fazendo um acometimento pulmonar de cerca de 50%, teve períodos de falta de ar, mas ele tolerou no oxigênio suplementar, fez todas as medicações e veio evoluindo depois do que consideramos ser o pico que ocorre no sétimo ao décimo dia, ele evoluiu satisfatoriamente até melhorar da falta de ar, tendo a alta como curado, pois ele tem mais de 15 dias do início da doença. A covid -19 pra ele terminou o ciclo de início, meio e fim da doença”, explicou a médica ao falar que ele chegou no dia 10, e tinha em torno dos três dias de início da doença.

“Quantas pessoas ele viu passar pelo mesmo quadro, mas como parte da equipe de profissionais que colaboram diariamente na recuperação dos pacientes com a COVID-19 e que precisam de internação no nosso Hospital Maternidade Prefeito Aurelino Gonçalves Barbosa. Nesta manhã ele, como nosso diretor de administração do Departamento Hospitalar, esteve do outro lado, como paciente curado dos sintomas graves da COVID-19. A emoção é renovada, pois só aquele que passou 14 dias de internação hospitalar, pode falar sobre isso”, disse o prefeito Ednardo Barbosa.