Quinta-feira, 13 de agosto de 2020 | 02:41

Editorial - 08/07/2020 | 10h13m

Publicidade e Previbam

Tornar público o que ocorreu em relação à folha de pagamento de junho envolvendo aposentados e pensionistas da Previbam (Fundo de Previdência Social de Barra Mansa) é um desafio, principalmente, quando o pensamento volta-se às famílias dos beneficiados, muitas necessitadas do benefício mensal para seu sustento.

O fato é que o prefeito Rodrigo Drable (DEM), em nenhum momento, fez live para explicar o que aconteceu, motivo que levou dezenas e dezenas de pessoas a ligarem para a Previbam de 8 às 14 horas, solicitando informações sobre a data do pagamento.

Estagiárias da recepção, sempre atenciosas, informavam que não tinham recebido a data correta para crédito na conta bancária. Isso no dia 30 de junho, data do pagamento oficial de muitos servidores da ativa com autorização do mesmo prefeito.

Ainda que por LEI, o Executivo tenha sua “autonomia” constitucional, a folha de pagamento da Previbam é uma vírgula no meio do caminho, porque ter matrícula, trabalhar por décadas e após a aposentadoria ficar à mercê de uma decisão política/administrativa de vazio e indecisão torna a imagem do prefeito Rodrigo Drable (DEM) um misto de incertezas no trato da Previbam e sua folha de pagamento de julho assim como as demais até 31 de dezembro de 2020.

Dar publicidade à Previbam na gestão de Drable é tornar de conhecimento das redes sociais e isso vai muito além das folhas de pagamento de seus cargos comissionados, políticos, familiares, apadrinhados e admiradores, que beneficiários, para fazer valer o DIREITO à aposentadoria, viram seus nomes em processos administrativos com numeração das folhas e muitos documentos oficiais, tendo “também” o DIREITO de receberem com data pré-agendada, o que antes ocorria no último dia útil do mês. Antes ocorria e passou a não ocorrer com grande previsão de assim continuar até final de dezembro de 2020.

A cobrança tem extenso significado e não pode passar despercebida, porque virou rotina a preocupação, longe do que acontece no Legislativo (Câmara Municipal), cargos comissionados, apadrinhados, familiares e grande parte dos mais afeiçoados politicamente ao governo Drable, que em momento algum usam as mídias sociais para chegarem à folha de pagamento com salários, muitos, bem maiores que os da Previbam com “gratificações, participação em Conselhos e nomeações” dadas também pelo mesmo prefeito em mandato.

Folha de pagamento da Previbam merece mais carinho, atenção e acima de tudo: RESPEITO.

Eliete Fonseca
Jornalista Profissional
Registro MTE 18.902/RJ