Sábado, 24 de outubro de 2020 | 14:34

Matérias - 02/10/2020 | 17h08m

Mostra ‘Mulheres Incríveis Outubro Rosa ’ poderá ser conferida durante todo o mês

Volta Redonda
Mostrar a superação de mulheres que tiveram câncer de mama é o objetivo da exposição Mulheres Incríveis Outubro Rosa, que acontece esse ano de forma virtual.

Pelo terceiro ano consecutivo, 60 mulheres que passaram pelo tratamento nas redes municipal e particular de saúde de Volta Redonda participam do projeto.

A exposição, idealizada pela fotógrafa Fabíola Ito e coordenada pela funcionária publica Kátia Teobaldo, pode ser conferida através do www.instagram.com/fabiola_itophotography , durante todo o mês de outubro.

A exposição, que retrata mulheres que passaram pela experiência do câncer de mama e tiveram seus seios mastectomizados, tem como proposta criar uma mensagem de otimismo e superação, conscientizando a população a respeito da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

A servidora pública Maria de Fátima Aires da Silva, 65 anos, que trabalha na Unidade Básica de Saúde do bairro Vila Rica, é uma das participantes da exposição. Ela conta que, em 2009, descobriu que estava com câncer de mama.

“Fiz um exame em setembro no Centro de Imagens e logo em seguida saí de férias. Quando voltei e fui pegar o meu resultado, vi que tinha nódulos com contornos irregulares. Como eu sabia ler o exame, por ter trabalhado muito tempo com uma ginecologista, fiquei muito preocupada. Fiz rapidamente uma ultrassonografia, também no Centro de Imagem, logo em seguida a biopsia, que diagnosticou o câncer de mama. Consegui tudo muito rápido e fiz minha cirurgia em 2010. No ano seguinte, fiz a reconstrução da mama esquerda”, conta a servidora pública.

Ela destaca que participar da exposição é muito importante para encorajar outras mulheres. “Eu achei muito importante participar desse projeto para mostrar a outras mulheres que é difícil, mas que a gente consegue se curar e seguir em frente”.

A coordenadora da exposição, a funcionária publica Kátia Teobaldo, descobriu que estava com câncer de mama em 2011. “No primeiro momento foi o desespero total, mas quando comecei a procurar ajuda e me tratar vi que poderia tirar uma grande lição dessa doença. Fiz todo o meu tratamento pelo Sistema Único de Saúde, na Policlínica da Mulher. Estou curada”, comemora.

Kátia conta que, em 2017, resolveu usar tudo que passou para ajudar outras mulheres. “Em 2018 nasceu o Mulheres Incríveis no Outubro Rosa, um projeto voltado para mulheres que existia, criado pela fotógrafa Fabíola Ito, e que adaptamos para o Outubro Rosa.  Nesse projeto, retratamos a história de cada uma dessas incríveis mulheres”.

A fotógrafa especialista em retratos femininos, Fabíola Ito, explica que o trabalho Mulheres Incríveis Outubro Rosa traz como proposta elevar a autoestima dessas mulheres e criar uma mensagem de otimismo e superação para aquelas que, porventura, possam passar pela mesma situação.

“São mulheres que ressignificaram suas vidas, descobriram novos caminhos diante de uma adversidade e se dispuseram a dividir estes relatos para a edificação do próximo. Especialmente neste momento em que o mundo se vê diante de uma pandemia, a campanha desse ano foi projetada a trazer esta mensagem de fé, otimismo e superação para o público. Queremos invadir o expectador com a beleza de se redescobrirem meio às dificuldades, trazer a emoção que se traduz num sorriso, a poesia contida na essência do universo feminino. É uma oportunidade de valorizar o cidadão, a cidade e a vida”, disse a fotógrafa.