Sábado, 24 de outubro de 2020 | 15:11

Matérias - 06/10/2020 | 14h29m

Prazo para Cadastro Municipal de Cultura encerra dia 6

Volta Redonda
A Secretaria Municipal de Cultura (SMC), com o Conselho Municipal de Políticas Culturais, encerra terça-feira, 6, o cadastramento de agentes culturais do município. O Cadastro Municipal de Cultura habilita a participação nos editais de chamamento público para que sejam beneficiados com o auxílio emergencial previsto na Lei n°14.017/20, conhecida como Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural. O cadastramento digital pode ser feito pelo endereço bit.ly/culturavr.

Devem se cadastrar aqueles que desenvolvem qualquer atividade artística como dança, teatro, poesia, música, artes plásticas, fotografia; ou que participam de grupos de cultura popular como jongo, capoeira e Folia de Reis; e ainda que fazem trabalho de produção, locação de equipamento ou estrutura.

O cadastramento é o primeiro passo para garantir o direito ao auxílio previsto na Lei Aldir Blanc para os agentes culturais que tiveram suas atividades interrompidas por conta da pandemia da Covid-19.

De acordo com a secretária de Cultura, Aline Ribeiro, 1,1 mil agentes culturais fizeram o cadastro, que será muito importante para o mapeamento cultural de Volta Redonda e servirá como banco de dados para acessar os recursos da Lei Aldir Blanc, já que só os cadastrados podem ser contemplados. “O cadastramento garante ao agente cultural a oportunidade de participar dos editais, que são exclusivos para moradores do município”, disse Aline.

Nove editais de chamamento público estão abertos até o próximo dia 13 de outubro e podem ser acessados pelo link https://linktr.ee/aldirblancvr.

Os temas abrangem as diversas categorias do setor cultural que está dividido em Cultura Popular; Cultura Afro; Cultura Urbana; Patrimônio; Música; Artes Visuais; Literatura; Artesanato; e Artes Cênicas. No caso de dúvidas, os agentes culturais podem entrar em contato pelo e-mail editalaldirblancvr@gmail.com ou pelo telefone (24) 3339-4204.

Os editais de premiação e contratação de serviços artísticos e culturais vão definir o destino de parte dos R$ 1.754.365,94. O recurso é oriundo do Fundo Nacional de Cultura e viabilizado pela Lei Aldir Blanc para artistas, espaços, organizações e agentes culturais do município.

Também está previsto o pagamento de subsídio mensal de R$ 3 mil e R$ 6 mil para cerca de cinquenta espaços e organizações culturais de Volta Redonda durante três meses.