Sábado, 24 de outubro de 2020 | 14:27

Matérias - 07/10/2020 | 11h06m

Volta Redonda ganha Casa do Empreendedor

Volta Redonda
A Casa do Empreendedor inaugurada terça-feira, 6, reúne os serviços das secretarias municipais de Fazenda, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Turismo; além da Vigilância Sanitária e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPU); e passa a abrigar a delegacia da Jucerja (Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro).

A concentração do atendimento facilita o acesso ao Regin (Registro Mercantil Integrado), agilizando e desburocratizando ainda mais a implantação e liberação de processos de novas empresas no município.

O espaço fica na Rodoviária Municipal Prefeito Francisco Torres e funcionará de 9 às 18h. O público alvo é formado principalmente por empresários de qualquer porte, contadores e despachantes.

Na Casa do Empreendedor há funcionários preparados para resolver questões e esclarecer dúvidas como instalação de empresas, pagamento de impostos, além de informações sobre a cidade. O serviço ainda contará com a parceria do Sebrae (Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas) e Banco do Brasil.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rogério Loureiro, afirmou que a implantação da Casa do Empreendedor é um sonho realizado. “Facilitar a vida do empreendedor, promovendo o crescimento econômico do município é uma meta desde o início desta gestão. Em 2017, a prefeitura implantou o Alvará Fácil que diminuiu o tempo de liberação do documento, que variava entre 90 e 180 dias, para 30 dias. O objetivo agora é que o empresário saia com o alvará em mãos imediatamente”, disse.

O secretário de explicou que na primeira quinzena de janeiro de 2017 o governo municipal começou a articular a implantação do alvará fácil. “Reunimos todas as secretarias e órgãos com atividades relativas à implantação de empresas no município para explicar o Regin, sistema informatizado controlado pela Jucerja, que permitiu a implantação do Alvará Fácil. A integração de todos estes serviços na Casa do Empreendedor consolida o trabalho pelo desenvolvimento econômico de Volta Redonda”, afirmou.

O presidente da Jucerja, Vitor Hugo Feitosa, prestigiou a inauguração da Casa do Empreendedor de Volta Redonda e afirmou que a iniciativa é um marco para o crescimento econômico do município. O delegado da Jucerja em Volta Redonda e coordenador do Regin, Marcos Vieira da Cunha, ressaltou que o serviço está centralizado, em local de fácil acesso e em espaço que oferece conforto para o público.

A contadora Vera Nunes concordou com a afirmação dos representantes da Jucerja. “Estou vivenciando um marco para a classe contábil. Os serviços centralizados, permitindo a resolução de todos os problemas no mesmo lugar e na mesma hora, vai poupar tempo e otimizar a efetividade do trabalho”, falou.

A Casa do Empreendedor leva o nome do empresário e contador Délio Avellar que, entre outras funções, atuou como presidente da Associação de Contadores de Volta Redonda e como secretário de Fazenda do município. Para receber a homenagem esteve no lançamento do espaço, a filha Zina Maria Vaz Camacho, que agradeceu em nome da família e lembrou a contribuição do pai para o crescimento econômico da cidade. Além dela, estavam a neta Ana Carolina e o bisneto Paulo Henrique. A outra filha do contador, Denise Coleli Vaz Avellar, que exerce a mesma profissão e mora em Minas Gerais, fez questão de participar da cerimônia por chamada de vídeo.