Terça-feira, 24 de novembro de 2020 | 15:25

Matérias - 21/11/2020 | 08h27m

Consciência Negra: Bruno destaca a política de inclusão durante sua gestão

Quatis
A passagem do Dia da Consciência Negra, sexta-feira, 20, foi celebrada pelo prefeito Bruno de Souza (MDB) como um momento importante, mas não único de reflexão e discussão sobre a inserção do negro, com direito a espaço nos mais variados setores da sociedade.

Aproveitando o resultado das eleições municipais deste ano, o prefeito cita como exemplo a ainda reduzida representatividade do negro em cargos eletivos no legislativo e no executivo no Brasil, apesar de compor mais da metade da população.

Na opinião do prefeito, em pleno século 21, a sociedade não comporta mais condutas discriminatórias que sobrepõe uma pessoa à outra simplesmente pela cor da pele e é enfático em afirmar que “o tom de pele não define o caráter e a capacidade de uma pessoa”. Para ele, o Poder Público tem um papel importante e precisa estar sempre fomentando políticas que promovam a luta contra o racismo e o incentivo a inserção cada vez maior, não só do negro com a de outras minorias.

Dentro deste contexto, Bruno destaca que nunca na história de Quatis, desde a sua emancipação em 1991, se promoveu tanto uma política de inclusão na administração municipal como a que foi realizada durante os seus dois mandatos a frente da prefeitura (2013/2016 e 2017/2020).

- No nosso município, a prefeitura é uma grande geradora de empregos. Demos um basta à discriminação e o preconceito promovendo uma política de inserção que privilegiou a capacidade profissional e a descoberta de talentos. Essa política abriu espaço em cargos comissionados não somente ao negro, como também às mulheres, o público LGBT e portadores de deficiência. Hoje eles ocupam funções em vários setores da administração municipal, inclusive em cargos de comando como secretários municipais - explicou o prefeito.

Filho de pai negro e mãe branca, Bruno afirma que seus pais sempre foram um exemplo para ele de relacionamento baseado no amor e respeito sem espaço para que diferenças raciais e o preconceito tivessem influência na sua formação e de seus irmãos.

- É esse exemplo que trago para o meu dia a dia de que a cor da pele não pode ser motivo para definir que uma pessoa seja melhor que a outra e tenha mais oportunidades. Levei esse pensamento para dentro da prefeitura e temos hoje pessoas de raças e origens diferentes. Homens e mulheres trabalhando unidos para fazer o melhor para o município e sua população - afirmou o prefeito.

Importância da população negra em Quatis
Bruno aproveitou para fazer uma reverência especial a comunidade quilombola de Santana, parabenizando toda a comunidade negra pelo dia. Ele ressaltou a luta do povo negro para o desenvolvimento de Quatis e do Brasil em favor da igualdade social e do respeito e valorização dos cidadãos afrodescendentes. O prefeito enfatizou ainda a importância da comunidade negra pelo resgate e a preservação das tradições, dos costumes, da história e do desenvolvimento do município, que era distrito de Barra Mansa, quando se tornou município em 1991.

Foto: PMQ