Sábado, 18 de maio de 2024 | 14:15

Matérias - 15/04/2024 | 14h59m

Coordjuv-VR sedia Conferência Livre ‘Ciência e Juventude’

Volta Redonda -A Coordenadoria Municipal da Juventude (Coordjuv-VR) e o Instituto Federal do Rio de Janeiro, campus Volta Redonda (IFRJ/VR), realizaram a Conferência Livre de Ciência, Tecnologia e Inovação com o tema “Ciência e Juventude”. O evento ocorreu no auditório do IFRJ Volta Redonda, durante o dia todo.

A Conferência Livre de Volta Redonda ocorre no contexto da 5ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (CNCTI), que tem como tema: "Ciência, Tecnologia e Inovação para um Brasil Justo, Sustentável e Desenvolvido", que acontecerá entre os dias 4 e 6 de junho em Brasília.

O evento serviu para viabilizar um espaço de diálogo com diferentes especialistas nas áreas definidas, que possam refletir sobre cada tema proposto, identificando a situação atual e as recomendações e propostas para discussões durante a Conferência.

O objetivo do evento foi discutir os desafios e avanços, bem como um conjunto mínimo de ações que precisam estar na agenda brasileira dos próximos anos para o desenvolvimento de uma política de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) para todo o país, em especial para o interior.

Entre os temas estratégicos abordados durante o evento estão: Economia Solidária e Conservação da Biodiversidade; Diversidade: Raça/Etnia, Gênero e Sexualidade; Tecnologias de Comunicação e Informação; e Educação Técnica e Tecnológica.

A coordenadora da Juventude, Larissa Garcez, destaca que em breve sairão editais públicos para que a ciência seja difundida nos municípios.
“Quando uma cidade como Volta Redonda puxa uma conferência livre, trazendo as universidades para dialogar e abre a oportunidade para a juventude estar junta, estamos mostrando para o Ministério da Ciência e Tecnologia e para a sociedade que o tema é uma prioridade para a nossa cidade”.

Carlos Vagner Costa Araújo, assessor do Departamento de Popularização da Ciência, Tecnologia e Educação Científica do Ministério da Ciência e Tecnologia, ressalta a importância do evento.
“Ouvir e ter uma relação dialógica com a comunidade estudantil, professores, entes da federação e representantes da cidade é muito importante para a realização da 5ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. Essa prévia, que tem como objetivo ouvir a juventude, é de extrema importância”, disse o assessor.

O diretor geral do campus Volta Redonda do IFRJ, André Augusto Isnard, destacou que o mundo da ciência é uma revolução na vida de todo jovem.
“Estamos felizes em ver o engajamento de pessoas importantes envolvidas em um evento cujo objetivo é o fortalecimento e divulgação da ciência. A experiência do jovem com a ciência é transformadora. Um aluno, depois que ele entra em um laboratório, visualiza aquilo que ele aprende na sala de aula, e passa pelo experimento científico, enxerga a vida de outra forma e começa a desenvolver senso crítico e amadurecer”, disse o diretor.

Marco André de Almeida Pacheco, professor de física do IFRJ/VR, explica que a conferência vem sendo pensada desde o ano passado.
“Conseguimos materializar nossa proposta, e hoje estamos realizando a conferência. A presença de diversos atores mostra a importância e a relevância do trabalho que a gente desenvolve na cidade. É preciso destacar que é muito mais fácil fazer uma conferência nas capitais, mas sempre tive uma preocupação muito grande de trazer as oportunidades para o interior. Apesar de estarmos em uma localização estratégica, temos uma barreira invisível. Nossos jovens não conseguem chegar em São Paulo e no Rio de Janeiro devido aos gastos financeiros”, ressaltou o professor.

Foto: SECOM/PMVR