Sábado, 18 de maio de 2024 | 12:53

Matérias - 07/05/2024 | 05h37m

Valença registra primeiro caso de Febre Oropouche

Valença - A Secretaria Municipal de Saúde informa que no início da noite da de segunda-feira, 29, recebeu a confirmação de um caso de Febre Oropouche no município. A confirmação foi realizada pelo Laboratório Central Noel Nutels (Lacen) e pelo laboratório de referência da Fiocruz. O caso foi registrado entre os dias 9 e 18 de abril.

Além do caso registrado em Valença, outros municípios do estado do Rio de Janeiro também tiveram confirmações de Febre Oropouche. A Secretaria de Estado de Saúde está conduzindo investigações para determinar se os casos são autóctones (transmissão local) ou importados (quando a transmissão ocorre em outro território).

Os sintomas da Febre Oropouche são semelhantes aos da dengue, com duração de dois a sete dias, e incluem febre de início súbito, dor de cabeça intensa, dor nas costas e na lombar, dor articular, tosse, tontura, dor atrás dos olhos, erupções cutâneas, calafrios, fotofobia, náuseas e vômitos. Não há tratamento específico, sendo recomendado repouso, tratamento sintomático e acompanhamento médico.

A Diretora da Vigilância Epidemiológica do município, Vera Lucia de Freitas Bastos, ressalta que o vírus da Febre Oropouche é endêmico na região amazônica e apresenta períodos de surto, com letalidade baixa. O município tem a recomendação de seguir a conduta médica adotada nos casos suspeitos de dengue.

O primeiro caso de infecção por Febre Oropouche em Valença, trata-se de uma mulher, 24 anos, moradora do bairro do Torres Homem, que havia viajado para a cidade de Viçosa, Minas Gerais. A paciente não precisou ser hospitalizada durante o período da doença e se recuperou.

Foto: PMV